Esclerose múltipla e a importância do diagnóstico com a ressonância magnética